DISTRIBUIÇÃO TEMPORAL DA COMUNIDADE DE ANFÍBIOS ANUROS EM UMA ÁREA DO PANTANAL MATO-GROSSENSE, BRASIL

Jessica Rhaiza Mudrek, André Pansonato

Resumo


A sazonalidade climática e a irregularidade das cheias no Pantanal influenciam a distribuição e diversidade das espécies de anfíbios anuros nos diferentes ambientes existentes na planície. O presente estudo teve como objetivo analisar a distribuição das espécies de anuros durante uma estação chuvosa, e relacionar os resultados obtidos com a temperatura e precipitação em uma localidade no Pantanal norte. Os dados foram obtidos na área do Hotel Fazenda Pouso Alegre (16º30'S; 56º44'O), município de Poconé – MT. Os dados climáticos utilizados são provenientes de estação meteorológica localizada na RPPN SESC Pantanal, situada a cerca de 50 km a SE da área de estudo. Entre novembro/2011 e maio/2012 foram realizadas seis amostragens de três a cinco dias. Os dados foram obtidos a partir de armadilhas de intercepção e queda (pitfalls) e Procura Ativa. Foram registrados aproximadamente 3.100 anuros, representados por 23 espécies, 12 gêneros e cinco famílias. As espécies mais abundantes foram Dendropsophus nanus, Physalaemus albonotatus e Leptodactylus chaquensis. Através dos métodos de procura visual foram registrados aproximadamente 2300 anuros com esforço de 45,25 horas-observador. Através dos pitfalls, registramos 786 anuros, com esforço amostral de 420 recipientes-dia (taxa de captura: 1,8 indiv./recipientes-dia). A média pluviométrica variou entre 5 mm e 9.3 mm e a média de temperatura variou entre 27ºC e 30.2ºC. Houve relação entre a média de pluviosidade e média de temperatura com a riqueza, abundância e média de machos em atividade de vocalização. O número de famílias segue o padrão encontrado em outros estudos realizados em outras localidades do Pantanal. A riqueza é similar à outros estudos realizados no Pantanal. Outros estudos relatam a relação entre a riqueza e abundancia de machos em atividade de vocalização com variáveis ambientais. Os resultados deste estudo indicam que a distribuição das espécies foi influenciada pelas variáveis ambientais, durante o período chuvoso. Estudos sobre a biologia reprodutiva das espécies podem responder às questões sobre a distribuição temporal de anfíbios anuros na planície de inundação do Pantanal.

Palavras chave: Amphibian, Comunidade de anfíbios, Pantanal mato-grossense, Distribuição temporal, Variáveis ambientais.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.